Quer saber como criar gado? Veja por onde começar

A pecuária é um dos setores que mais movimentam a economia brasileira. Somente em 2017, cresceu 14,1%, ajudando a engordar o PIB total do agronegócio no mesmo ano, que foi de R$ 70,29 bilhões, segundo dados do IBGE. Os números apenas comprovam que essa é uma atividade rentável, em que vale a pena investir. Se você está pensando em começar e não sabe como criar gado, nesse artigo trazemos dicas de como implantar uma pecuária moderna, sustentável e acima de tudo rentável na sua propriedade. Confira!

Dicas sobre como criar gado de corte

Está comprando um sítio ou fazenda agora e não sabe por onde começar? Separamos um passo-a-passo inicial explicando como criar gado. Assim, você poderá seguir adiante e deslanchar o seu criatório.

1- Tenha um planejamento

Foi-se o tempo que bastava o olho do dono para engordar o gado. Hoje, há técnicas de gestão avançadas, que mensuram todos os resultados e garantem mais lucros no final do ciclo. Por isso, se está querendo começar a criar gado, a primeira coisa que deve fazer é um planejamento.

Estude a área disponível na propriedade, quanto deverá ser o investimento estrutural, material e humano. Acima de tudo, você precisará de fazer um controle sério dos investimentos, da sanidade animal, da conversão, receitas e lucros. Encare a atividade pecuária como uma empresa real, que precisa ser bem administrada.

2- Escolha uma raça bovina

A escolha de qual raça criar deve responder a uma série de critérios e corresponder, também, com uma afinidade pessoal. Qual o clima na sua região? Que tipo de pastagem você pode oferecer a esse animal? Haverá confinamento?

Cada raça possui características que oferecem melhores resultados em diferentes condições. No Brasil, a mais criada para corte é a Nelore, devido ao seu bom índice de conversão alimentar e rusticidade. Muitas vezes, os Nelores são melhorados em cruzamentos com taurinos, elevando assim o seu ganho em produtividade.

No entanto, se busca saber como criar gado, existem várias outras raças zebuínas (rústicas), taurinas (qualidade maior de carne) e cruzamentos industriais que permitem agregar ambas as características em um único animal. Veja algumas possibilidades:

Brahman: animal de alto rendimento de carcaça, conhecido pela habilidade materna, com a vantagem de ter animais naturalmente mochos (a amochação também é permitida pela ABCZ).

Como criar gado - Brahman

Hereford e Braford: O hereford é uma raça tradicional inglesa, conhecida pelo tamanho, resistência e boa aptidão para produção de carne. No Brasil, são criados principalmente no Rio Grande do Sul onde o clima ameno é favorável ao desenvolvimento da raça. Porém, uma outra variedade também pode ser encontrada: o Braford, resultado do cruzamento industrial entre Brahman e Hereford.

O Braford surgiu nos Estados Unidos, onde as raças Brahman e Hereford estão entre as preferidas dos criadores. Assim, se uniu as melhores características de cada uma: a rusticidade do zebuíno com a qualidade de carne do taurino.

Touro Braford - exemplo de raças como criar gado
Touro Braford

Devon e Bravon: Também de origem britância, os animais Devon se destacam pela facilidade no manejo, peso e precocidade. A qualidade da carne também chama a atenção dos paladares mais exigentes. Também pode ser utilizado em cruzamentos com zebuínos, sendo o mais comum com Brahman, que dá origem ao Bravon. O resultado desse cruzamento são animais mais rústicos e adaptados ao calor brasileiro.

Touro Devon - exemplo de raças como criar gado
Touro Devon

Angus e Brangus: O Angus é uma das raças que têm se destacado no mercado devido à qualidade da sua carne, que possui boa distribuição de gordura e marmoreio. Também são conhecidos pela precocidade. Pode ser criado puro ou em cruzamentos com Nelore e Brahman, sendo este último o mais comum, que dá origem ao Brangus.

Touro Brangus - exemplo de raças como criar gado
Touro Brangus

 3- Invista em pastagens

Na agropecuária moderna, já existe uma forte tendência na qual as pastagens devem ser encaradas como uma forma de agricultura. Isso porque o gado pisoteia o solo, causando sua compactação. Solo compactado se torna degradado, pouco fértil. E terras pouco férteis produzem pastagens pobres, que não terão todos os nutrientes que o gado precisa para engordar.

Se está pensando em fazer confinamento de gado, veja neste outro artigo como começar.

4- Seja sustentável

Também há uma forte tendência entre os pecuaristas para que seus negócios sejam cada vez mais sustentáveis. O impacto ambiental da pecuária é um assunto recorrente e que precisa ser levado em consideração.

Por outro lado, quanto mais rápido o gado engordar, melhor para o produtor, que terá animais precoces, com bom valor no mercado e rotatividade maior no pasto.

5- O rebanho precisa de bem-estar

O conceito de bem-estar animal é cada vez mais debatido. Estudos comprovam que animais criados em harmonia com o ambiente onde estão inseridos tornam o negócio mais eficiente e produtivo.

O bem-estar não se resume a aplicar todos os protocolos veterinários corretamente (o que é fundamental, também). O bem-estar está muito relacionado ao manejo diário. Saber se o animal está ingerindo água suficiente, proporcionar espaços sombreados, evitar violência e comportamentos que possam ferir o animal na lida são os primeiros passos.

Os animais que se estressam na rotina perdem peso com facilidade e ficam mais vulneráveis a doenças. Este é um outro ponto sobre o bem-estar animal, que ajuda a evitar perdas na produção.

6- Conte com assistência técnica

Veja se na sua região há assistência técnica particular ou unidades da Emater e da Embrapa. Essas duas últimas instituições são públicas e contam com profissionais altamente qualificados para orientar os produtores sempre que necessário. Não deixe de ter um bom médico veterinário para acompanhar os animais.

Com essas dicas iniciais, você já pode se dedicar em como criar gado focando cada um dos temas para encontrar o melhor arranjo na sua propriedade, garantindo produtividade, rentabilidade e sustentabilidade.

Tags: | |

Sobre o Autor

4 Comentários

    • Olá Julio! Isso depende. Devemos levar em conta a forragem disponível nesta área, tipo de manejo, tipo de gado(cria/recria/engorda). De um modo geral, pastagens nativas na época das águas suporta 01 animal/ha. Mas sugiro avaliar sua área junto com profissional de sua região para acertar na lotação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *