Nova fase da campanha contra a febre aftosa

Nova fase da campanha contra a febre aftosa

Uma nova fase da campanha contra a febre aftosa terá início a partir do dia 1º de maio. Essa nova etapa da campanha oficial  segue a programação  determinada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) que pretende vacinar pelo menos 219 milhões de animais entre esses bovinos e bubalinos.

Entre as orientações do Governo Federal está que todo o rebanho, de todas as idades, deverá ser imunizado. Lembrando apenas que nos casos dos rebanhos presentes nos estados do Acre, Espírito Santo e Paraná deverão imunizar contra a febre aftosa os animais de até 24 meses. Já em novembro, a maioria dos estados vacinará os animais de até 24 meses.

ATENÇÃO!

Prazo prorrogado para vacinação devido a greve dos caminhoneiros.

Campanha contra Febre Aftosa começa dia 1º de maio
Divulgação Governo do Brasil

Orientações sobre a vacinação contra Febre Aftosa

Em nota publicada pelo Sistema FAEMG – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais, a coordenadora da divisão de Febre Aftosa (Difa) do Mapa, Eliana Lara Costa, explicou que o produtor deve continuar a aplicar a vacina contra a febre aftosa na região da tábua do pescoço, debaixo do coro do animal (região subcutânea), observando os cuidados das boas práticas de vacinação fundamentais para o sucesso da imunização. “O Brasil está livre da febre aftosa, mas continua sendo obrigatório vacinar os bovinos e búfalos conforme o calendário de vacinação oficial de cada estado” orientou.

Produtores do RS podem comprar sua vacina na Agrocampo Giordani. Entre em contato aqui.

Cuidados com os animais vacinados contra a Febre Aftosa

É necessário tomar alguns cuidados para que a vacinação contra a febre aftosa tenha a eficácia esperada. Acompanhe abaixo alguns pontos que devem ser levados em consideração:

  • As vacinas devem ser adquiridas em locais e lojas registradas/fiscalizados pelos órgãos competentes;
  • As vacinas deverão ficar sempre na temperatura correta: entre 2° C e 8° C – este procedimento deve ser acompanhado pelos profissionais responsáveis pela vacinação;
  • O transporte deve ser feito sempre em caixas térmicas, com três partes de gelo a cada parte de vacina e lacrada;
  • As vacinas deverão ser mantidas no gelo até o momento da aplicação;
  • O ideal é que os bovinos e bubalinos sejam vacinados em horários considerados mais frescos. Isso varia de região para a região;
  • Durante a vacinação deve-se manter a seringa e as vacinas na caixa térmica e usar agulhas novas. A orientação é que sejam de preferência do tamanho 15mm por 18mm e esterilizadas;
  • Higiene e a limpeza são fundamentais;
  • Agitar o frasco antes de usar e aplicar a dosagem certa em todos os animais;
  • Aplicar na tábua do pescoço, embaixo da pele, sempre com calma para não causar estresse no animal;
  • O profissional responsável deverá preencher a declaração de vacinação e entregá-la no serviço veterinário oficial do seu estado juntamente com a nota fiscal que comprova a compra das vacinas.

Conheça a loja virtual da Agrocampo Giordani, tudo em medicamentos veterinários e para a fazenda.

Brasil livre da Febre Aftosa

No próximo dia 24 de maio, o ministro Maggi receberá a certificação internacional de zona livre da febre aftosa com vacinação emitida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OMS), que abrange os Estados do Amapá, Roraima, partes do Amazonas e Pará. A cerimônia acontecerá em Paris.

Isso garante a partir de agora, todo o país está de fato livre da doença que teve seu primeiro registro efetivado há mais de um século.

Produtores do RS podem comprar sua vacina na Agrocampo Giordani. Entre em contato aqui.

Erradicação da Febre Aftosa

O estado do Rio Grande do Sul foi o primeiro a ser reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), oficialmente livre da Febre Aftosa, com vacinação. A erradicação foi possível através das ações de vacinação contra a febre aftosa. Leia aqui, a matéria na íntegra publicada pelo Blog Agrocampo Giordani.

Segundo informações do MAPA último foco de febre aftosa foi confirmado no estado do Mato Grosso, em abril de 2006. No ano seguinte, Santa Catarina foi reconhecida pela OIE como a primeira zona livre da febre aftosa sem vacinação.

Conheça a loja virtual da Agrocampo Giordani, tudo em medicamentos veterinários e para a fazenda.

Calendário de vacinação

Confira abaixo o calendário oficial contra a Febre Aftosa.

Calendário vacinação contra febre aftosa

Curiosidades sobre Febre Aftosa

O primeiro registro oficial de febre aftosa no Brasil aconteceu em 1895, no Triângulo Mineiro. Segundo as informações do MAPA, o vírus que atingiu a região possivelmente foi o mesmo que atingiu animais na Argentina, Chile e Uruguai, na mesma época. Entre os principais sintomas estava sua alta capacidade de se espalhar, febre, aftas na boca e nos pés.

Texto com informações do Ministério da Agricultura e Pecuária

Tags:

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *